O que devo verificar antes de criar um aplicativo empresarial?

Ilhasoft

Até 2020, quatro em cada dez compras em lojas virtuais serão feitas por meio de um smartphone ou tablet. Hoje, essas transações comerciais representam apenas 11% do total. No entanto, o que se verifica é que os usuários costumam pesquisar em mecanismos de busca nos seus celulares antes de fechar uma compra no computador.

De olho nesse mercado crescente, cada vez mais gestores de pequenas, médias ou grandes empresas têm investido em criar um aplicativo empresarial. Além de aumentar as vendas online, o objetivo também é gerar maior proximidade com o cliente, aumentando o valor da marca e o engajamento com os consumidores. 

No entanto, não basta um celular na mão e uma ideia na cabeça para que um aplicativo se transforme na solução para os problemas do seu negócio. Antes de mais nada, é preciso seguir 4 passos, que apresentamos no post de hoje. Vem com a gente!

1. Invista no planejamento para criar um aplicativo empresarial

Antes de tirar o dinheiro do bolso e colocar um app para rodar, é preciso dar o primeiro passo que qualquer empreendedor dá, independentemente da sua área de atuação: fazer um bom planejamento.

Em primeiro lugar, é preciso estudar a viabilidade do negócio. Qual o investimento para criar, operar e manter o aplicativo funcionando? Qual é a receita que você espera arrecadar com ele?

Além disso, é preciso fazer um estudo dos seus concorrentes e como eles estão operando mobile, bem como mapear os pontos positivos e negativos de tirar o projeto do papel. 

Finalmente, é importante elaborar um cronograma e acompanhar o ritmo do desenvolvimento do produto e do investimento financeiro. Dessa maneira, você garante que não haja um descompasso entre o pagamento e a entrega das etapas.

2. Teste e analise a experiência do usuário

Depois de cada uma das etapas, é importante que você realize os devidos testes. O produto está saindo como esperado? O que é possível corrigir ainda aqui?

Essa etapa fica mais fácil quando você escolhe um grupo de potenciais usuários do seu aplicativo para ajudar a testar o sistema e avaliar a experiência de cada um. Isso ajuda a identificar possíveis problemas na fase de elaboração, quando é mais fácil corrigi-los.

3. Corrija os erros

Se você acha que o trabalho acabou depois que o aplicativo rodou pela primeira vez, está muito enganado! É preciso testar a usabilidade do app para encontrar quaisquer irregularidades que possam dificultar o uso do sistema por um cliente.

Botões que não fazem nada, funcionalidades que não operam, lentidão nas respostas, dificuldade para carregar imagens… Esses são alguns dos problemas mais comuns que costumam aparecer logo após o aplicativo ser testado.

A etapa de correção de erros deve constar do cronograma elaborado no passo 1. Certifique-se de que o app chegará ao cliente em perfeito estado de funcionamento!

4. Conte com uma equipe profissional

Para que um aplicativo deixe de ser um projeto no papel e possa funcionar direitinho, é necessário que haja uma sincronia perfeita entre profissionais de diversas áreas. Afinal, pouca gente se dá conta, mas é preciso um time completo para que um app ganhe vida: 

  • designer;
  • webdesigner;
  • analista de sistemas;
  • arquiteto de software;
  • desenvolvedor front-end;
  • desenvolvedor back-end;
  • programador;
  • analista de banco de dados;
  • analista de testes;
  • gerente de projeto.

Ao optar por uma solução que não envolva uma equipe com esse grau de profissionalismo, você corre uma série de riscos ao criar um aplicativo empresarial.

Dentre eles, destacamos a menor qualidade no desenvolvimento do serviço, a entrega nem sempre alinhada ao que foi acordado no início do projeto e a ocorrência de problemas após a fase de testes.

E então, pronto para colocar a mão na massa? Quer saber mais sobre como criar um aplicativo empresarial? Entre em contato conosco e veja o que podemos fazer por você!

mautic is open source marketing automation